segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

Ecos...


A minha voz soa estranha, nem a reconheço, parece perdida algures no tempo e no espaço… E a réplica que obtenho é sempre a mesma, o prolongar das dúvidas iniciais, pois nada de novo surge no horizonte…

Arrisca… é sempre melhor tentar e porventura não conseguir, do que ficar eternamente na dúvida e a pensar “... E se?...”
Eu tento, vou avançando todos os dias, isso é tão certo como o facto de inspirar e expirar ritmadamente.
Um dia, a resposta surgirá. Haverá outro retorno além do meu próprio eco.

4 comentários:

Olhos Dourados disse...

Se não arriscares nunca saberás!

GATA disse...

É fácil dizer "arrisca"... O pior é que eu sou tão arisca que, por vezes, é difícil arriscar...

*C*inderela disse...

«quem não arrisca não petisca». se é isso que queres força.

Bjokas*

Girl in the Clouds disse...

Isso é verdade, mais vale arriscar!!