quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Livros


Sou fanática da leitura, admito. Desde sempre me lembro de apanhar qualquer papel com letra impressa e me dedicar, com um prazer indefinível, a ler, reler e voltar a ler. Em pequenina, à falta de livros em casa, devorava as revistas “Audácia” que o meu irmão assinava, mais tarde, até os livros da escola dos meus irmãos marchavam (especialmente história e português). Livros mesmo a sério só quando alguém me oferecia no meu aniversário (entre um livro e uma boneca, nem olhava duas vezes para a dita…). Ainda tenho guardado com muito carinho o primeiro livro que me ofereceram, “Patrícia e a bruxa sussurrante”, com uma bela dedicatória da minha professora da primária…

E há uns anos para cá, com autonomia financeira, foi um ver se te avias: fui comprando e lendo, ou porque o resumo da história era interessante, ou porque é de um bom autor, ou porque mo aconselharam… e fui juntando, pois gosto de sentir que são meus, mas não os deixo abandonados: a maior parte já li duas vezes, alguns várias e sei passagens de cor. Uns mais que outros, todos são especiais. São amigos que estão sempre ali para mim.

2 comentários:

Le Enfant Terrible disse...

Pronto ok! Sempre podia te dar para pior!;)

Anira the Cat disse...

pois podia...eheheheheh