domingo, 19 de setembro de 2010

do orgulho


Por vezes, o Orgulho é a nossa perdição. Mas também pode ser o último refúgio...

10 comentários:

L'Enfant Terrible disse...

Tudo depende, uma vez mais, do equilíbrio!

sakura disse...

Concordo com o L'Enfant, tudo com conta, peso e medida... Tudo o que é em demasia não nada de bom.

Bjinhos***

Malena disse...

Às vezes temos que engolir esse orgulho se não queremos ficar isolados! Mas é certo que pode servir para escondermos as nossas fraquezas...

CeliaAlma disse...

DESDE QUE TRATANDO-SE DE UM REFUGIO SEJA TEMPORARIO...Anraço

S* disse...

Se não o tivermos... acho que ninguém o terá por nós.

Serge disse...

tens razão ;)

bj doce

Fernanda Caprichosa disse...

Um pitada de orgulho não faz mal a ninguém :)

Beijinhos :)

GATA disse...

Eu confesso que sou orgulhosa, raramente dou a pata a torcer...

chapeu de sol amarelo disse...

sou uma orgulhosa nata!:-)

Anira the Cat disse...

L'Enfant: mas quando estamos fora do equilíbrio temos de nos agarrar a alguma coisa...

***
Sakura: o equilíbrio é algo difícil... e depende de cada situação.

***
Malena: é mesmo isso. Quando estamos fragilizados, por vezes só o orgulho nos mantém de pé...

***
CeliaAlma: o refúgio é por definição temporário. Caso contrário, torna-se uma prisão..

***
S*: e é essencial para nos definir como pessoas.

***
Serge: ;)

***
Fernanda Caprichosa: e dá mais sabor à vida!

***
Gata: somos duas!

***
Chapéu de sol amarelo: afinal já somos três!