segunda-feira, 30 de agosto de 2010

partilhar


Somos sempre muito mais exuberantes nas nossas manifestações de dor ou de alegria quando temos público com quem as partilhar... e de preferência que esteja solidário connosco...




Conclusão a que cheguei depois de desinfectar o mesmo ferimento, primeiro sozinha (inspirei fundo três vezes e não soltei um pio) e depois com a presença da minha mãe (com um registo muito mais sonoro...)

11 comentários:

Shell disse...

É bem verdade :$ sozinhos acabamos por 'abafar a dor' * beijinho

Manuela disse...

Tens razão Anira, se não temos público, porque vamos soltar ais?!
Espero que não tenha sido nada de grave!
Beijinhos, minha querida.

*C*inderela disse...

Verdade. Espero que esteja tudo bem.

Bjokas*

DoceSussurro disse...

Tens toda a razão!!

Tbem sou assim :$

Beijinho*

Malena disse...

Verdade verdadeira! Só é pena que às vezes não seja pela melhor das razões...
Bjts

Bernardo disse...

Onde é que arranjas tanta imagem de gatos? :O

Fresco_e_Fofo disse...

A vida é um circo e os artista vivem de aplausos.

maria teresa disse...

Espero que esteja bem... Mas para mim a reacção é inversa. Quando estou só até sou capaz de praguejar.:):):)
Abracinho

Anira the Cat disse...

Shell: até parece que nem dói tanto...

***
Manuela: tive uma queda aparatosa, com algumas escoriações no braço e uma bela nódoa negra... mas já está melhor!

***
*C*inderela: Já está a melhorar, obrigada!

***
Doce Sussurro: e não somos as únicas...

***
Malena: umas vezes por boas razões, outras por más...

***
Bernardo: Há muitas por aí... basta procurar!

***
Freco e Fofo: adorei a analogia!!!

***
Maria Teresa: também praguejo quando estou sozinha...e já estou melhor, obrigada :)

GATA disse...

Não sou exuberantes nas minhas manifestações de dor ou de alegria: na primeira por sou muito reservada, na segunda porque sou desconfiada e estou escaldada com tanta inveja!

Sutra disse...

Posso fazer um curativo especial! ;)

beijo
Sutra