quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

um risco que se corre


Passamos todo o tempo a tentar transmitir algo. Os nossos pensamentos, os nossos sentimentos, as nossas opiniões e preferências. Mas nem sempre o conseguimos da melhor maneira, pois por vezes as palavras não transmitem a totalidade dos cambiantes que lhes queremos emprestar. A expressão facial e o tom de voz ajudam, mas mesmo assim nunca temos a certeza de que a mensagem chega ao seu destino com todo o conteúdo e intenção que contém inicialmente... Pois quem recebe a mensagem tem igualmente as suas particularidades e pode não conseguir descodificar da maneira que desejamos...


7 comentários:

L'Enfant Terrible disse...

Tão dificil é transmitir por vezes, bem como receber, mas mais ainda transmitir de forma de forma inequivoca!

Fresco_e_Fofo disse...

É uma questão de canais. É preciso estar no mesmo canal para podermos comunicar.
O meu post de hoje é mesmo sobre falta de comunicação, canais trocados... loool.

Bjs.

Manuela disse...

Querida Anira, tudo tem a ver com os perfis do emissor e do receptor :)
Beijinhos

GATA disse...

Eu sou como o primo da foto, estou sempre de pata alçada, não há dúvidas em relação ao meu mau feitio, as pessoas percebem muito bem a minha mensagem! :-)

*C*inderela disse...

há coisas que as palavras não conseguem exprimir correctamente :P e tudo depende também do seu receptor.

Black Sheep disse...

É bem verdade.

Quantas vezes estamos cheios de boas intenções e o receptor não o percepciona assim...

Teoria da Comunicação em todo o seu esplendor :)

Pérola disse...

Olá gatinha rs.
Gostei da sua mensagem,acabamos por ser mal interpretados em algumas ocasiões e o processo para reverter é longo e dolorido.
Beijokas mil.