terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

das surpresas - nem sempre agradáveis




Não gosto que os outros me considerem indiferente ou invisível ... Mas há alturas em que gostaria de o ser...




Vá, Anira, respira fundo, ignora e segue em frente..

6 comentários:

L'Enfant Terrible disse...

A dose certa é uma porção difícil de encontrar!

maria teresa disse...

Siga em frente sim! Mas às vezes a paciência tem limites...
Abracinho meu.

GATA disse...

Por vezes, sinto-me a mulher invisível... por um lado é bom, por outro lado é mau...

FORÇA! Turrinhas!

S* disse...

Às vezes faz mesmo falta ficar no nosso mundo.

Malena disse...

E não é assim com todos nós? **

Nina Porcelain Lennitta disse...

Só não gosto de ser invisível para quem gosto... para todo o resto do mundo, é o que procuro ser... sinto-me mais segura assim... mas confesso que não tenho muito jeito a passar despercebida... :/